CULTURA – Péricles comemora vitórias em 2017

Péricles fala em audiência pública realizada na Assembleia Legislativa em defesa do setor de audiovisual

O ano de 2017 foi especialmente marcado  por vitórias na área cultural.

Cinema – Em abril 2017, o deputado Péricles promoveu uma audiência pública com a presença de representantes da Associação de Vídeo e Cinema do Paraná (Avec), Secretaria de Estado da Cultura (SEEC), Agência Nacional de Cinema (Ancine), Universidade Estadual do Paraná (Unespar), produtores, artistas e outras personalidades ligadas ao setor do audiovisual para discutir os desafios e perspectivas do setor no Paraná.

O resultado dessa movimentação foi a o edital que selecionou, no final de novembro de 2017, dezessete projetos entre curtas-metragens, telefilmes, longas-metragens e projetos de distribuição de obras cinematográficas, que receberão R$ 3,75 milhões em recursos. Parte destes recursos provém do orçamento da SEEC e parte da Agência Nacional de Cinema (Ancine) por meio do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) | Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Audiovisual Brasileiro (PRODAV).

Teatro – Desde maio de 2017, na Casa de Cultura Santa Mônica e no Colégio Estadual Borell Du Vernay, em Ponta Grossa, desenvolvem-se dois projetos de formação de atores de Teatro com o diretor Flavio Fanucchi. No total, além do diretor, 23 pessoas com idade entre 11 e 65 anos participam das oficinas, sendo 19 atores e quatro técnicos.

“Estamos trabalhando com teatro popular em palco italiano na Casa de Cultura Santa Mônica e no Colégio Borell fazemos oficina de formação de atores. O resultado desse trabalho será a estreia dos espetáculos ‘A marvada carne’ e ‘Como vocês são’, em 2018. O primeiro é uma adaptação do texto ‘Na carreira do Divino’ de Sofredini, e o segundo é uma colagem de textos clássicos de autoria coletiva do próprio grupo. Os projetos têm o patrocínio exclusivo do deputado Péricles”, relata Fanucchi.

Comissão da Alep – O deputado Péricles é presidente da Comissão de Cultura da Assembleia Legislativa e autor do Projeto de Lei do ICMS Cultural, que tem por objetivo garantir mais recursos por meio desse imposto aos municípios que elaborem projetos em qualquer área da Cultura e da preservação do patrimônio histórico. O projeto também prevê que os empresários que investirem em Cultura poderão ter 5% de isenção no ICMS quando apoiarem projetos aprovados pela Lei Rouanet.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *